Inteligência Artificial No Atendimento Ao Cliente

A Clara tem, com assertividade e empatia, desde sua implantação, aprendido novos serviços que refletem nas mais de 58 milhões de mensagens trocadas com nossos clientes.

Isso nos revela um canal seguro e que, nos últimos meses, tem sido adotado de forma natural e positiva, permitindo uma melhor experiência com os serviços que a Equatorial oferece,” reforça Marcelo Augusto, Gerente Corporativo de Digital e Inovação do Grupo Equatorial Energia.

Um grande avanço precisou ser dado, especialmente neste período de pandemia, para atender aos clientes considerados de baixa renda e que possuíam o direito de ter seu consumo de energia elétrica (de até 220 kWh) pago pelo Governo Federal até 30 de junho.

Se compararmos os meses de janeiro e maio deste ano, tivemos um crescimento de mais de 270% nos acessos via Clara”, destaca Fernanda Leão, Gerente Corporativa de Gestão do Cliente do Grupo Equatorial Energia. O chatbot da Dendron é um grande passo para a revolução de seu negócio.

Com a implementação do assistente virtual inteligente, sua empresa passa a oferecer um atendimento muito mais eficiente e experimenta um aumento de credibilidade imediato, que culmina na fidelização de seus clientes. Focada em pesquisa e no desenvolvimento de soluções tecnológicas, buscamos facilitar, simplificar e otimizar os processos dentro da sua empresa com o objetivo de potencializar a experiência de atendimento ao seu cliente e reduzir seus custos operacionais.

A WAVY é especialista em soluções de customer experience, desenhadas para aproximar as marcas de seus consumidores, com tecnologia capaz de automatizar processos, reduzir custos, e claro, entregar um atendimento de qualidade para seus clientes.

A tecnologia e a comunicação estão em constante evolução, as conversas entre empresas e clientes no início do século XX aconteciam apenas pessoalmente, até passarem a ser intermediadas pelo telefone, depois e-mails, SMSs, chats. Hoje, elas acontecem ao vivo por texto, voz ou vídeo em aparelhos como celulares e tablets, evoluindo as formas de se comunicar e reduzindo ruídos entre o clientes e empresas.

pln inbot

Entre Em Contato

Certamente a explosão do uso de aplicativos de mensagens para a troca de informações pessoais e comerciais foi um grande divisor de águas para a transformação digital das empresas.

Pensando em melhorar a qualidade e fluidez das interações entre os chatbots e clientes, o Whatsapp liberou o uso de botões para que as respostas fiquem mais rápidas e inteligentes. Fundada em 1988, a Senior se tornou uma das maiores desenvolvedoras brasileiras de software para gestão.

A companhia oferece soluções que promovem a transformação digital de clientes. Segundo a companhia, mais de 12 mil empresas de diversos segmentos contam com sistemas integrados e consultorias da marca.

No Piauí, o gerente de relacionamento da Equatorial, Joaquim Milhomem destaca os números positivos em relação ao atendimento oferecido pela assistente virtual. ‘’Temos acompanhando rotineiramente um aumento exponencial do uso da Clara pelo nosso cliente que cada vez mais explora o ambiente digital de atendimento.

A assistente virtual e o pln inbot, desde sua implantação no Piauí em outubro de 2019, teve interação com mais de 137 mil clientes, fez mais de 458 mil atendimentos e realizou a troca de mais de 7 milhões de mensagens pelo Whatsapp. Em 2020, houve um aumento durante os meses de janeiro a maio, de acessos dos nossos clientes de mais de 210%.’’

Destaca o gerente. A assistente é intuitiva e está ampliando, gradativamente, a quantidade de serviços que oferece, firmando-se como um importante canal de relacionamento com os mais de 7,6 milhões de consumidores de energia elétrica dos quatro estados que atende. Durante o atendimento com a Clara, o cliente deve informar CPF, CNPJ ou o número da unidade consumidora que deseja assistência e seguir respondendo às perguntas que ela faz durante a conversa.

O chatbot pode ser similar ao atendimento humano, graças aos recursos da inteligência artificial. Tudo construído pelo seu próprio time com uma comunicação personalizada e com a identidade da sua empresa para garantir um alto padrão de atendimento, sempre prezando pela privacidade de dados da sua empresa.

Quão sustentável é o poliéster reciclado?

Quase metade das roupas do mundo é feita de poliéster e o Greenpeace prevê que esse número quase dobre até 2030. Por quê? A tendência do atletismo é um dos seus principais motivos: cada vez mais consumidores procuram peças de vestuário mais elásticas e resistentes.

O problema é que o poliéster não é uma opção têxtil sustentável, pois é feito do tipo de plástico mais comum no mundo. Em suma, a maioria de nossas roupas vem do petróleo bruto, enquanto o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) está pedindo ações drásticas para manter a temperatura mundial a um máximo de 1,5 ° C acima dos níveis pré-industriais.

Um ano atrás, a organização sem fins lucrativos Textile Exchange desafiou mais de 50 empresas têxteis, de vestuário e de varejo (incluindo gigantes como Adidas, H&M, Gap e Ikea) a aumentar o uso de poliéster reciclado em 25 por cento até 2020.

Soluções Sustentáveis

Funcionou: no mês passado, a organização emitiu um comunicado celebrando que os signatários não só cumpriram a meta dois anos antes do prazo, como também a excederam aumentando o uso de poliéster reciclado em 36%. Além disso, mais doze empresas se comprometeram a aderir ao desafio este ano. A organização prevê que 20% de todo o poliéster seja reciclado até 2030.

Sustentabilidade

O poliéster reciclado, também conhecido como rPET, é obtido derretendo o plástico existente e girando-o novamente em uma nova fibra de poliéster.

Embora muita atenção seja dada ao rPET feito de garrafas de plástico e recipientes descartados pelos consumidores, na realidade o tereftalato de polietileno pode ser reciclado de materiais de entrada pós-industriais e pós-consumo. Mas, só para dar um exemplo, cinco garrafas de refrigerante rendem fibra suficiente para uma camiseta extra grande.

Embora reciclar plástico pareça uma boa ideia indiscutível, a celebração do rPET está longe de ser uma unanimidade na comunidade da moda sustentável.

Como fazer tecido com garrafas de plástico reciclado

Não se engane: os tecidos reciclados são os tecidos mais sustentáveis ​​que você pode encontrar. “Sim, mas os tecidos reciclados ainda usam muita energia para converter coisas velhas em novos tecidos …” Sim, mas eles não usam tanta energia ou recursos quanto criar fibras e tecidos do zero.

Considere o novo poliéster em vez do poliéster reciclado. O poliéster virgem é feito de uma combinação de carvão, etileno (que é derivado do petróleo), ar e água, que são formados a partir de uma reação química sob calor extremamente alto (se você é um nerd da ciência, aqui está toda a química por trás disso).

É um processo de alta energia que depende de ainda mais energia e recursos naturais quando você considera a quantidade de recursos necessários para extrair carvão e petróleo da terra. Nada bom.

O poliéster reciclado, por outro lado, é feito de garrafas plásticas recicladas, o que elimina a necessidade de extração de petróleo e carvão. Nosso poliéster reciclado começa literalmente no lixão para coletar garrafas de plástico que não pertencem a aterros sanitários (oba redução de resíduos!).

A partir daí, as garrafas de plástico são fragmentadas em flocos por uma máquina (que pode funcionar com energia renovável!). Esses flocos são derretidos em pellets, então os pellets são extrudados (pense em fiados e puxados como caramelo) em fios. O fio é então tricotado, cortado e costurado na roupa como qualquer outro fio. Confira este vídeo para a análise completa.

Demora cerca de 9 garrafas para fazer uma camiseta. Todas as nossas fibras de poliéster recicladas são feitas de garrafas de plástico 100% pós-consumo e são certificadas pela GRS (Global Recycling Standard). Apenas 9% do plástico da Terra foi reciclado, mas estamos empenhados em aumentar essa porcentagem usando mais poliéster reciclado a cada ano.

Em um único ano, evitamos que 12 toneladas de material reutilizável entrassem no aterro, 8,7 milhões de galões de água e 51 toneladas de emissões de C02 usando lã reciclada, algodão reciclado e poliéster reciclado. O futuro é reciclado!